História

Postado em 02/07/2010, atualizado em 05/10/2013

A origem da casa começa há mais de 30 anos com o Grupo Espírita Cristopher Smith em Belo Horizonte. A partir dele surgiu, em 1981, a Associação Espírita Christopher Smith (AECS), para que os trabalhos pudessem crescer, obtendo uma diretoria e organizando melhor as atividades. Inicialmente localizada na garagem de um dos frequentadores, o Sr.Geraldo, as atividades logo aumentaram e foi necessário um espaço mais amplo. Sendo assim, foi alugada uma casa na rua Lignito no bairro Santa Efigênia (zona Leste), e mais tarde foi adquirida também uma área na daVila Cafezal com intuito de assistir mais diretamente a comunidade local. Algum tempo depois foi possível adquirir um imóvel próprio para a sede, que mudou-se para a rua Luísa San Marco, ainda no Santa Efigênia, e teve sua inauguração em 19/04/1991, permanecendo até hoje.

Desde a época do grupo, o espírito Christopher Smith é o mentor da casa, orientando sempre sobre qual a melhor forma de conduzir as atividades, baseado nos preceitos morais do Evangelho de Jesus Cristo. Em sua última encarnação, Christopher foi um médico inglês e trabalhou diretamente com os tuberculosos, levando-os para tratamento em sua própria casa uma vez que eles sofriam muitos preconceitos da sociedade da época. Espelhando-se no exemplo de Christopher, a AECS também não mede esforços para ajudar às pessoas que chegam necessitando de alguma ajuda material e espiritual. Para isso ela sempre conta com a ajuda de diversos voluntários, estando sempre de portas abertas para receber quem queira ajudar e ser ajudado.

E é com muita alegria que a história da AECS foi sendo escrita através dos diversos trabalhos assistenciais e atividades coordenadas pela casa. A primeira delas, a Campanha do Quilo, existe desde a época do Grupo Espírita Christopher Smith, e era, no início, realizada no bairro de Lourdes. Uma outra tarefa também muito antiga é o Pãozinho, que começou em 1983, quando as pessoas se encontravam às sextas-feiras na Rua dos Aimorés nº 1991, para distribuir pães, leite e mensagens fraternas para aqueles que dormiam nas marquises. Uma curiosidade é que nessa época, as garrafas de leite tinham que ser amarradas em cabos de vassoura para facilitar o transporte. Outra atividade que se iniciou há muito tempo é a Distribuição da Sopa (conhecida porSopão). Em seus primórdios, essa atividade era realizada na casa dos próprios moradores da Vila Cafezal que solidariamente disponibilizavam o local para que se pudesse atender as demais famílias.

Uma outra atividade importante na história da AECS é a Distribuição das Cestas Básicas no Natal que acontece desde a fundação da associação. A atividade começou com apenas 50 sacolas, e foi crescendo. Nos últimos anos contou-se com mais de 1500 cestas. Baseado em um cadastro de famílias realizado na comunidade, os voluntários da casa organizam o recolhimento de doações que levam esperança e alegria para os lares. Além dos mantimentos da cesta básica, os doadores carinhosamente escolhem brinquedos específicos para faixa etária e sexo das crianças das famílias cadastradas, e muitas vezes esse chega a ser o único presente que algumas delas recebem aquele ano. Além das famílias cadastradas, outras pessoas da comunidade também são beneficiadas com doações que felizmente costumam passar do mínimo estipulado.

Uma atividade mais recente e que recebe grande foco desde sua criação é a Creche Irmão Otho, que surgiu em 1993 motivada pelo grande número de mães da comunidade que tinham que deixar seus filhos sozinhos para poderem trabalhar.

Com mais de 30 anos de existência, a AECS conta com você para continuar escrevendo os capítulos dessa linda história conduzida pelo sentimento de amorcaridade presentes nos ensinos do Cristo Jesus.